Ronaldo

 

Nem tudo que reluz é ouro. (Mas reluz!)



Textos

Ligue-se nos scripts, confronte pautas! 

Pegue um violão e aprenda,
Pegue uma vela e acenda,
Tome um bom livro e leia...
Faça o soneto sem emenda,
Faça do amor tua senda:
Ore, vigia e creia!

Ocupe esses vagos momentos, 
Ponha de lado os lamentos,
Faça o teu tempo render.
Busque mais conhecimento,
Este é o teu livramento,
Armas com as quais vais vencer!

Tome como um sobrestamento, 
Esse longo isolamento, 
E mergulhe nas boas energias!
Podes crer, é aquele momento, 
Propício ao arrependimento, 
Momento que tanto querias!

É tempo de crescer e se encontrar,
É tempo de aprender se respeitar,
E respeitar o próximo também...
É tempo do egoísmo sossegar,
E coletivamente o bradar,
À divina providência, o uníssono - Amém!

É tempo dos ardis do Anticristo,
Que já se apresenta como Cristo,
Em mentes com ele já trancadas, 
Em comportamentos nunca vistos,
E ele já é muito bem quisto...
E as batalhas já foram iniciadas.

É tempo de se recolher e se revisar,
E na Palavra certa se revigorar,
E da Verdade, enfim, prevalecer...
É tempo do planeta se regenerar,
Um temente mundo se tornar, 
E ao Verdadeiro Cristo se render!

 
Ronaldo Aparecido Silva
Enviado por Ronaldo Aparecido Silva em 28/12/2020


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras