Ronaldo

 

Nem tudo que reluz é ouro. (Mas reluz!)



Textos

Sobre o Natal

Parem os seus mundos, um instante que seja...
Olhe para o céu e veja,
Que a estrela ainda está lá! 
Parem os seus pensamentos, só por um momento, 
Que lhes sirva de alento, 
O que o céu está a lhes ofertar…
Esse Dia Sagrado, por Deus engendrado,
O Seu Filho amado, ao mundo enviou.
E foi concebido por um ser abençoado, 
Virgem e imaculado,
E de puríssimo amor…
Maria, por Deus escolhida, sem pecado concebida,
Acolhida, protegida e amada por José. 
No berço, a humildade, ao redor a simplicidade:
Pastores e animais, serenidade...
Eis o Filho de Javé!

E para demonstrar lealdade, 
Com mirra, incenso e ouro,
Àquele divino tesouro, 
Os Reis Magos presentearam.
Rei dos reis o proclamaram,
E de volta ao Oriente, a Boa Nova levaram.

Isso nos faz parecer tudo muito distante,
Pois na verdade, só por fugazes instantes, 
Pinheiros, presépios, presentes tornam-se tão importantes!

Pois sejamos corpos estrebarias, de almas manjedouras!
O coração de José, o bendito ventre de Maria!
Sejamos luz para as gerações vindouras!
Sejamos os Reis Magos em infindas romarias!
Procuremos em nós mesmos, presente em nossos dias
A duradoura e incansável pescadora Estrela Guia.

O Natal é cada instante que a vida nos sorri,
É cada detalhe que a natureza permeia,
O pedacinho que conseguimos dividir, 
Com quem somente um pedacinho anseia.
O Natal é momento de repartir,
O que se tem na vida e na ceia, 
O que se tem agora, o que há de vir,
E com que a vida nos presenteia…

Nos Natais derretem-se os duros corações de vez...
E o puro amor o mundo inteiro contagia,
É quando nós nascemos mais uma vez, 
E fazemos em nós, de Jesus, a moradia. 



 
Ronaldo Aparecido Silva
Enviado por Ronaldo Aparecido Silva em 23/12/2020
Alterado em 24/12/2020


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras